“Muitas almas me recebem bem quando as visito

com a consolação. Mas quando lhes bato à porta, com

minha cruz, poucas abrem-se de bom grado”.

“É amor que procuro. Amo as almas e espero a resposta

de seu amor”.

“Não procuro nem grandeza, nem santidade. Procuro

amor e farei eu mesmo, todo o resto”.

“Pensa sem cessar em mim; as almas me glorificam

tanto quanto se lembram de mim”.

“Há tantas almas que me esquecem e tantas que se

ocupam com mil futilidades, e me deixam só durante dias

inteiros”.

“Se vos peço amor, não mo recuseis E é tão fácil

amar aquele que é o próprio amor”.

“Maria, minha mãe, glorificou-me mais que todos os

espíritos celestes juntos; é a ela quem mais amo no mundo”.

“Quero teu coração. Hoje, vou arrancá-lo e porei em

seu lugar uma centelha do meu…” “E Jesus partiu levando

 meu coração e agora sinto no peito um fogo quase insuportável”.

“Dai-me vosso coração vazio: eu o encherei. Sou

vosso complemento”.

“Não pensem que vou falar de outra coisa senão da

minha cruz. Salvei o mundo pela cruz Vou reconduzi-lo à

fé e ao amor pela cruz”.

“Se tu és fraca, eu sou forte. Se tu és miséria, eu

sou o fogo consumidor”.

“Amo todas as almas. Mas tenho predileção pelas

mais fracas e mais pequenas”.

“Esta chaga (do coração) é o vulcão onde quero que

se inflamem as almas”.

“Que fizestes, Josefa, para merecer o céu?” “Nada,

Senhor, mas prometestes dar-me teus méritos”. “Deixa-me

escolher a hora.”

Teologia das Realidades Celestes: Padre João Beting CSsR

Anúncios