Monges e Monjas

Segundo o Vaticano II (PC 7): “As ordens contemplativas, que vivem só para Deus na solidão e no silêncio, na prece assídua e alegre penitência” sempre serão “parte insigne” da Igreja. “São ornato da Igreja e manancial de celestes graças”. Confirma-o a GS 38.

A LG 44 declara que os religiosos “consagrados totalmente a Deus, são destinados ao seu serviço e à sua honra”, e que a oração é a substância de sua vida consagrada ao culto de Deus. A oração é como que a expressão da sua contínua inclinação para Deus, expressão de amor, de todo o coração. PC 6 insiste de novo que “cultivem o espírito de oração e a própria oração”. Paulo VI fala “do primado da oração no campo da ação da Igreja”. “Para tornar-se oração é preciso fazer oração” (20.7.1966). Teologia das Realidades Celestes: Padre João Beting CSsR

E novamente, em 1969, numa alocução às monjas camaldulenses: “Vós, contemplativas, vos consagrastes a este absorvimento de Deus sobre vossa alma. Ora, bem: a Igreja vê em vós a expressão mais alta de si mesma.

Vós estais, de certo modo, no vértice” (cf. Venite seorsum, nota 38).

O magistério de João XXIII revelamos precioso texto:

“O apostolado propriamente dito consiste em participar da obra salvífica de Cristo: o que só se realiza pela prece fervorosa do devotamento. Já que o Salvador remiu o gênero humano principalmente oferecendo preces ao Pai e imolando-se… Donde segue: quem se empenha em seguir esta íntima razão do múnus salvífico de Cristo, embora se abstenha de ação externa, faz apostolado, de excelente maneira” (ASS 1962, 568).

E retornemos às origens. Sto. Agostinho já se vê obrigado

a defender a vida dos anacoretas: “A alguns parece terem (os eremitas) abandonado a vida social mais do que se deve. Mas esses não compreendem quanto se nos aproveita o fervor deles nas orações e sua vida para o nosso bom exemplo”.

A oração dos antigos monges foi muito estimada e procurada pelos devotos. Para fugir às romarias dos devotos, Sto. Antão e seus companheiros embrenham-se cada vez mais pelo deserto adentro, embora com pouco resultado: não tardaram a serem descobertos.

São Basílio pede a seus monges oração contra a heresia (ariana). Aliás, a liturgia, pelas preces do ofertório, recordava aos monges e fiéis os grandes interesses da Igreja de Cristo.