Henrique Suso, OP
 
 Jesus: “Tuas penitências renovam minhas forças. Tuas mortificações descansam meu dorso fatigado. Tua dura resistência ao pecado é um repouso para meu espírito. A piedade de teu coração acalma minhas dores. E teu fervor inflama meu coração”.

O Menino Jesus lhe diz: “Tu não sabes ainda sofrer bem. Vou te ensinar. Quando uma moça colhe uma rosa, não se contenta; quer sempre colher mais uma”.

“O sofrimento é o orvalho matinal para a alma”.

Suso pede para Jesus mostrar-lhe quanto ainda teria de sofrer. E Jesus levanta os olhos ao céu, onde brilham milhares de estrelas.

Jesus: “Quanto mais sofreres, tanto mais serás recebido no céu com atenção e honras”…

“Para chegar à minha divindade, é mister passar antes por minha humanidade padecente”.

A sabedoria eterna instrui: “O sofrimento é para o mundo um horror, mas para mim é de uma dignidade sem igual. O sofrimento apaga a minha cólera, e adquire a minha graça. O sofrimento torna o homem agradável aos meus olhos; pois quem sofre, é semelhante a mim. O sofrimento é um tesouro, ninguém é capaz de pagar seu preço. Se alguém ficasse ajoelhado durante cem anos, pedindo a graça de sofrer bem, não a teria merecido. O sofrimento faz de um homem na terra um homem do céu.

Afasta do mundo, mas em troca dá minha amizade. Diminui o número de amigos, mas aumenta em graça. É o caminho, o mais seguro e mais curto para conduzir à perfeição.

Quantos homens, que foram filhos da morte eterna, ressuscitaram pelo sofrimento para um vida boa!

Quantos animais ferozes e passarinhos ariscos, que o sofrimento fechou numa gaiola, teriam fugido à sua felicidade eterna!

O sofrimento é uma bebida salutar, uma planta medicinal, mais que todas as plantas do paraíso… O sofrimento puxa e empurra o homem para Deus, quer queira, quer não; como o freio doma o cavalo, tão admirado no torneio, como o homem que sofre é admirado por todo o exército celeste… É o caminho estreito que conduz reto até a porta do céu. O sofrimento faz o homem companheiro dos mártires; seu manto é púrpura, sua coroa de rosas vermelhas…

Numa palavra: os que sofrem, o mundo chama-os de infelizes. Eu os chamo de bem-aventurados, porque eles são meu eleitos”.

Teologia das Realidades celestes: Padre João Beting CSsR