ATRAVÉS DOS SÉCULOS

Madalena de Pazzi: “Jesus manda carregar a cruz e não arrastá-la”.

“Filha, a loucura da cruz é suprema sabedoria… Ninguém pode chegar a mim senão pelo caminho estreito”.

Benigna Gojoz: “Benigna, tua glória é a cruz. Esposo e esposa têm o mesmo trono… E ela viu-se pregada na cruz de Jesus pelos mesmos cravos. Não te divirtas a distinguir e a contar tuas cruzes. A lei está promulgada. Elas durarão até que chegues à minha glória. Estou te polindo como pedra a ser colocada num belo edifício”.

Madalena Vigneron

Jesus: “Toca nas minhas chagas; chega com tua mão”. Madalena: “Jesus, eu te sinto bastante pelos sofrimentos que me deste. Tuas chagas não doem mais que as minhas”. Jesus: “Sim, filha; são as carícias mais suaves que dou a uma alma”.

Inez de Langeac

Dialogando com Jesus: “Não, meu amigo; não, meu esposo. Eu não quero estas graças exteriores. Somente quero penas e dores”. Jesus: “Não te faço sofrer bastante? Estás sofrendo as penas do purgatório. Já te mostrei as penas do inferno. Então… não basta?”

Madalena Orsini

Aparece-lhe Jesus crucificado, exortando-a a sofrer com ele pacientemente. “Mas tu ficaste na cruz só por três horas, enquanto eu, estou sofrendo estas dores já faz anos”. Jesus: “Ó ignorante, eu padeci tudo desde o primeiro instante da concepção”.

Paulo da Cruz

Estando ainda no início da carreira espiritual, aos vinte e cinco anos, Jesus lhe diz: “Meu filho, quem se aproxima de mim, aproxima-se dos espinhos”.

Marcelina Pauper

Jesus mostra-lhe um letreiro e diz: “Lê”. “Amor”. Desaparece e surge outro texto. “Lê”. “Cruz”. “Um se prova pelo outro”.

Crescência Hoess

“O amor de Deus inflama-se pelo sofrimento. Amar a Deus sem medida, e sofrer por ele são duas coisas inseparáveis”.

“Não há cruz a não ser esta: a de não ter nenhuma”.

“Sou como uma bola. Quanto mais Deus me bate, tanto mais subo”.

“Deus está polindo a madeira, raspando, cortando, picando… Sei que ele quer esculpir em mim um anjo”.

Maria Catarina Putigny

“Não basta contemplar minha bondade e derramar algumas lágrimas sobre os sofrimentos que padeci. O verdadeiro amor quer partilhá-los comigo”.

Clara Moes

“Agora que és toda minha… o presente de núpcias que te dou é o mesmo que me foi dado por meu Pai: sofrimentos, perseguições, humilhações e penas. Deves sofrer, trabalhar, agir só por mim”.

Teologia das Realidades Celestes

Anúncios