Gemma Galgani

“Tem paciência se te deixo só. Sofre com resignação a aridez. Consola-te, se te conduzo por caminhos ásperos e dolorosos. Deves considerar como honra ser tratada assim. Este martírio cotidiano e escondido prova e purifica tua alma. Se eu te seguro sobre a cruz, é porque te amo. Não imites certas almas que na aridez diminuem pouco a pouco suas orações, por não encontrar mais consolações”.

Elisabeth da Trindade

 

Escreve a sua mãe: “Aspiro a chegar ao céu não somente pura como um anjo mas transformada em Jesus Crucificado”.

Gertrudes Maria

 

Jesus: “Tenho amigos na terra: aqueles que sofrem por meu amor. Do sofrimento escorre um suco que alimenta, vivifica, transforma a alma”.

“Se tu recusas o sofrimento, recusas graças de escol”.

Pe. José Passerat, C.Ss.R.

 

“Um dia passado na doença vale por dez anos de austeridades voluntárias”.

Sta. Teresinha

 

“A todos os êxtases, prefiro o sacrifício”.

“A felicidade consiste no sofrimento, e sofrimento sem consolação” (Carta 50). “Agora não tenho mais nada a esperar sobre a terra, nada mais que o sofrimento e ainda sofrimento. Quando estivermos no fim, ainda o sofrimento. Estará lá a estender os braços. Oh! que sorte digna de inveja! Os querubins no céu invejam nossa sorte” (Carta 58)

“Não pensemos poder amar sem sofrer e sem sofrer muito. Aí está nossa pobre natureza; ela não nos é dada em vão: é a nossa riqueza, é nosso ganha-pão. Ela é tão preciosa que Jesus veio à terra expressamente, para possuí-la. Soframos com amargura, isto é, sem coragem. Jesus sofreu com tristeza. A alma sofreria sem tristeza? E nós gostaríamos de sofrer generosamente e grandiosamente. Oh! Celina, que ilusão!” (Carta 65)

“O martírio, eis o sonho da minha juventude. Este sonho cresceu comigo nos claustros do Carmelo… meu sonho é uma loucura, pois não me limito a desejar um gênero de martírio. Para satisfazer-me precisaria de todos” (Vida 245)

Ainda algumas palavras pronunciadas nos últimos meses da vida, fiel à sua missão de mostrar o caminho do céu aos pequenos: “Estou bem contente de não ter pedido ao bom Deus o sofrimento: assim ele está obrigado a dar-me coragem” (NV 26, VIII)

“Não quero pedir a Nosso Senhor maiores sofrimentos; porque estes seriam sofrimentos meus, da minha vontade; e eu teria que suportá-los só. Ora, sozinha, jamais fui capaz de fazer algo” (NV 11, VIII)

“Sofrer é o que mais me agrada. Por quê? Porque é a vontade de Deus” (NV 15, VI). “Sofro muito, mas o importante é sofrer bem” (NV 18, VIII)

“Mandou celebrar uma missa para meu alívio?” Indagou da madre. “Sim, para seu bem”. Ah!, meu bem agora está só em sofrer” (NV 24, IX) “O que escrevi (sobre o sofrimento) é a pura verdade. É verdade que desejei sofre muito por Deus e é verdade que ainda o desejo” (NV 25, IX) “Não sou um anjo. Os anjos não podem sofrer. Não são tão felizes como eu” (NV 28, IX). “Tudo o que escrevi sobre meus desejos de sofrer é a absoluta verdade. Não me arrependo de ter-me entregue ao Amor” (NV 29, IX)

Charles de Foucauld

 

“Mágoas da alma, dores corporais, alegremo-nos, vibrando de prazer: é Jesus que nos chama, que nos pede dizer-lhe que o amamos, e repeti-lo quanto tempo durar nosso sofrimento”.

“Cada cruz, pequena ou grande, cada contrariedade, é um chamado do bem-amado. Pede-nos uma declaração de amor, uma declaração que dure enquanto dura a cruz… Pensando assim, quanto desejaríamos que a cruz durasse sempre”.

“Tristezas, dores, amarguras, eis a parte que coube a Nosso Senhor. Como somos felizes de delas participar.

Lastimemos aqueles que as alegrias, mesmo as mais puras, mesmo as mais legítimas, prendem à terra. Como o bom Deus foi bom de ter-nos tirado tudo, a fim de que só conseguíssemos viver aspirando por ele”.

“Quanto mais abraçamos a cruz, mais estreitamos a Jesus que nela está pregado”.

Eva Lavalliere

 

Ramalhete Espiritual: “Meu nome predileto: Jesus.

Meu enfeite predileto: a coroa de espinhos. Meu vestido predileto: a veste batismal. Minha paisagem predileta: o Calvário. Minha oração predileta: dor, gratidão, amor. Minha pátria: o céu”.

Teologia das realidades Celestes

Gema Galgani

Anúncios