Escolha

Todos os batizados são chamados; de modo especial os religiosos; de um modo insigne, os sacerdotes. Mas, como ainda há necessidade de operários nesta parte da vinha, Deus mesmo escolhe vítimas em analogia com a vocação sacerdotal.

 Hb 5,4: “O sacerdote é tirado do meio dos homens para oferecer sacrifícios”. Análoga é a escolha para o apostolado. Jesus escolheu os doze pessoalmente, e sublinhou: “Eu vos escolhi e não vós a mim” (Jo 15,16).

E Jesus determina também, com franca independência, a carreira de cada um. Pedro vai morrer mártir; João, não.

E essa diferença não é da conta de ninguém, responde Jesus à curiosidade de Pedro (Jo 21). São Paulo foi também chamado expressamente para ser apóstolo e para ser vítima: “Vou mostrar-lhe, quanto deve sofrer por mim” (Atos 9,16).

A Sta. Lutgarda Jesus mostrou as cinco chagas abertas nas mãos, pés e coração: “Olha e escuta, amiga: minhas chagas gritam por ti; meu sangue não seja derramado em vão”.

A Sta. Margarida Alacoque: “Estou procurando uma vítima para meu coração e não quero outra, senão a ti, e quero que aceites”.

 A Ana Maria Taigi: “Eu te escolhi, a fim de colocar-te no coro dos mártires”. “Avisa ao sacerdote, teu diretor espiritual, que te escolhi hoje para que vás ao mundo converter as almas, confortar pessoas de todas as categorias: sacerdotes, monges, religiosas, prelados, cardeais e até meu vigário na terra; terás de lutar contra uma multidão de criaturas fracas e sujeitas a muitas paixões”.

A Gertrudes Maria (1907): “Entre as esposas da França, escolhi hoje doze, e quero que sejas de seu número. Estas virgens formam a guarda de honra do meu Coração. Devem fazer-me fiel companhia; devem partilhar minhas tristezas. Devem interceder pelos pecadores. A onda da maldade, sobe sempre mais. Por isso escolhi almas que me amem com amor especial… Tenho meus amigos na terra como os tenho no céu. Aqueles são meus amigos verdadeiros, os que sofrem por meu amor.

Candidatos

Os candidatos preferidos nesta escolha são os pequenos, os fracos e humildes. Os que o sabem e o reconhecem.

Diz Jesus a Margarida: “Escolhi a ti porque és um abismo de indignidade e de ignorância… a fim de que tudo seja feito por mim”.

Diz Jesus a Droste-Vischering: “Meus olhos caíram sobre ti por causa de tua grande fraqueza e miséria”. Sendo assim, há muitos candidatos neste mundo habitado por homens. Infelizmente, muitos desses pequenos estão convencidos de sua força e virtude.

E outra qualidade indispensável: o livre, espontâneo consentimento. Como Jesus se fez vítima por livre vontade (Jo 10,17), seus colaboradores também devem aceitar a missão de boa mente, de coração.

Sede de sofrer

Características de todas estas vítimas é uma sede insaciável de sofrer. Sede que raia o incrível. Sede alimentada evidentemente por um foco de calor extraterreno.

Teologia das Realidades Celestes