Ana Maria Clement, +1661

Jesus mostrou-lhe seu coração: “Vê o amor que tenho por ti e como nele está gravado teu nome e o nome de todos os homens”.

Na quaresma de 1631, ela acompanha em visões todas as fases da Paixão. Olhando as cordas que amarram Jesus, ele chama sua atenção: “Olha, antes, meu Coração; não é este cordame que me tem acorrentado, mas os laços de amor”.

“Não pretendo fazer-te estas promessas à maneira dos homens, mas à maneira de Deus”.

A cena do Pretório, Jesus cuspido, esbofeteado:

“Não é tua alma a imagem da minha face divina? As criaturas, que são amadas com uma afeição desordenada, são como um escarro que fazem sobre esta imagem de minha santa face. Todas as vezes que cedes a uma afeição desregrada, estás cuspindo em meu rosto”.

Vendo Jesus na coluna da flagelação, pergunta por que ele sofria tormento tão grande por criaturas tão ingratas.

Reiterou a pergunta várias vezes. Por fim, Jesus respondeu:

“Quem ama, atura”. Ela insistiu para sofrer junto.

Então Jesus colocou-a ao pé da coluna, dizendo: “Eu sou a árvore da vida, carregada de frutos, descansa em sua sombra”.

“Quando te afeiçoas a uma criatura, tu me fazes sofrer a mesma violência que senti quando me arrancaram as vestes depois da flagelação”.

“Minhas chagas são portas abertas”.

“Despregar Jesus da Cruz significa retirar o próximo do pecado”, diz-lhe Maria Santíssima.

Francisca da Mãe de Deus, +1671

Jesus: “Já não posso sofrer pelos homens; sofre pois em meu lugar e por mim. Se soubesses quão grande é o número dos que me ofendem! E quão pequeno é o número de almas que me permitem tratá-las como quero!”

“Vê todo esse povo que apostatou da fé. Morri por todos eles, e não há um sequer que me ame. Quero que me ameis em lugar deles, e façais todos os dias alguma penitência pela sua conversão”.

“Em cada comunidade escolho alguns para tomar conta dos meus negócios, e cuidar dos meus interesses.

O mundo, há tempo, já estaria no abismo sem essas almas e sem as orações dos meus amigos”.

Teologia das Realidades Celestes

Anúncios