“Benigna, dize bem alto, que o mundo inteiro de ouça!

Dize que tenho fome, que tenho sede, que morro de desejo de ser recebido no santo sacramento. Estou no Sacramento por amor das criaturas e elas fazem tão pouco caso disto. Tu pelo menos faze tantas comunhões espirituais quantas puderes para suprimir as comunhões sacramentais que não se fazem”.

“O que mais me magoa é a indiferença com que me tratam os homens. Odeiam-me. Fogem de mim como de um malfeitor. Tenho sede do amor das minhas criaturas” .

Carnaval de 1916: Benigna vê o Coração de Jesus dilacerado e arrastado pela rua uma matilha de cães raivosos.

“Quando uma alma chegou ao ponto de se comprazer no desprezo de si por amor de Deus, alcançou o cume da perfeição”.

“Uma religiosa tem a obrigação de tornar-se santa, não tanto para si, mas para a maior glória de Deus. A santidade consiste em tornar-te quanto possível a imagem viva de teu Esposo”.

“Há poucos santos, porque há poucas almas mortificadas.

Os homens deveriam viver de mortificação, como vivem de pão”.

“Tens olhos. Lê o que está escrito no meu Coração?

Dá-me teu amor. Amando-me, fazes reparação. Reparando, me consolas. Consolando-me, és esposa fiel. Amor-reparação, consolo-fidelidade”.

“Não me amas com toda a força do teu coração, como quero ser amado por ti. E não te odeias com todas as veras do teu coração. Sacrifica teus interesses e satisfações pela maior glória de Deus. Nunca chegarás a ser reparadora verdadeira se te contentas em contemplar superficialmente as chagas que os pecadores rasgam no meu Coração. Deves examiná-Ias de perto… Os pecadores me odeiam: tu deves amar-me com todas as forças.

Os pecadores blasfemam meu santo nome; tu deves louvá-Lo. Os pecadores afastam o pensamento de Deus: tu me deves ter sempre presente na memória”.

“Em todas as tuas relações e ações, deve estar gravado o sinal de reparação”.

“Quero viver neste mosteiro, dentro de ti. Quero olhar com teus olhos; falar com tua boca; ouvir com teu ouvido; andar com teus pés; trabalhar com tuas mãos”.

Benigna: “A fim de alcançar tudo do Coração de Jesus basta não lhe recusar nada… Deus deixa-se ajeitar”.

Teologia das Realidades Celestes

Anúncios