CAPÍTULO XVII

Meditação 9ª : A MANEIRA DA ESCOLHA DO PARAÍSO

PREPARAÇÃO

1. Ponde-te na presença de Deus.

2. Humilhe-te em sua presença e pede-lhe que te ilumine.

CONSIDERAÇÕES

Imagine que te encontras em campo raso, só com teu bom anjo, como o jovenzinho Tobias quando ia para Rages, e que te faz ver: acima o céu, com todos os gozos representados na meditação do paraíso, que acabas de fazer, e, abaixo, o inferno, com todos os tormentos descritos em sua correspondente meditação, ajoelha-te diante de teu anjo:

1. Considere que é uma grande verdade a que tu te encontras entre o céu e o inferno, e que um e outro estão abertos para receber-te, segundo a escolha que tiveres feito.

2. Considere que a escolha de um ou do outro, feita neste mundo, durará eternamente.

3. Embora ambos estejam abertos para receber-te, segundo a escolha que fizeres, é certo que Deus, que está pronto para dar-te ou um por sua misericórdia ou o outro por sua justiça, deseja, contudo, com desejo não igualado, que escolhas o paraíso; e teu anjo bom te impele a isso, com todo seu poder, oferecendo-te, da parte de Deus, mil graças e mil auxílios, para ajudar-te a subir.

4. Jesus Cristo, desde o alto do céu, te olha com bondade e te convida amorosamente: «Vem, oh alma querida!, ao descanso eterno: entre os braços de minha bondade, que te preparei delícias imortais, na abundância de seu amor».

Contemple, com os olhos da alma, a Santíssima Virgem, que te chama maternalmente: «Ânimo, minha filha, não desprezes os desejos de meu Filho, nem tantos suspiros que eu faço por ti, desejando com Ele, tua salvação eterna». Olhe os santos que te exortam e um milhão de almas que te convidam suavemente, e que outra coisa não desejam que ver teu coração unido ao seu, para louvar a Deus eternamente, e que te asseguram que o caminho do céu não é tão áspero como o mundo o apresenta: «Sejas esforçada, querida amiga, te dizem elas; e que considere bem o caminho da devoção, pelo qual nós temos escalado, verá que temos alcançado estas delícias mediante outras delícias incomparavelmente mais suaves que as do mundo».

ESCOLHA

1. Oh inferno!, te detesto agora e eternamente; detesto teus tormentos e tuas penas; detesto tua infortunada e desditada eternidade, e, sobretudo, as eternas blasfêmias e maldições que vomitas continuamente contra Deus. E, voltando minha alma e meu coração para ti, oh belo paraíso, oh glória eterna, felicidade perdurável!, escolho irrevogavelmente e para sempre minha morada e minha estadia dentro de tuas belas e sagradas mansões, e em teus santos e desejáveis tabernáculos. Bendigo, oh meu Deus !, tua misericórdia e aceito o oferecimento que dela te apraza fazer-me. Oh Jesus, Salvador meu!, aceito teu amor eterno e a aquisição, que para mim fizestes, de um lugar nesta bem-aventurada Jerusalém, mais que para outra coisa, para amart-e e bendizer-te eternamente,

2. Aceite os favores que a Virgem e os santos te fazem; prometa-lhes que te encaminharás para eles; dê a mão ao teu bom anjo, para que te conduza; alenta a tua alma para esta escolha.

INTRODUÇÃO À UMA VIDA DEVOTA -São Francisco de Sales