forumlibertas.com

22/09/2014 – Opinião

Carta aberta a Francisco
papa fran3
Jordi Picazo

Querido Pai Comum Francisco,

No domingo 14 de setembro lia um cartãozinho pendurado com seu nome e o nome do Bispo de Barcelona Cardeal Sistach, Alloysius e Franciscus, que rezava: Dum Tempus Habemus Bonum Operemur. E me veio à mente seu comentário voltando da Coreia do Sul que em dois ou três anos, vai para a Casa do Pai. Também me vem à mente o que nos explica sobre nossa identidade de ressuscitados. Comentei-o com o Cônego. Pertransit Benefacendo.

A biografia de nosso Senhor Jesus pode se escrever em 4 palavras. Obediens Usque ad Mortem; Em 3: Omnia bene Fecit; E em 2: Pertransit Benefacendo. Ao senhor no entanto parece que gosta mais da biografia de uma palavra: Pecator.

Isto o explicava São Josemaria, cujo primeiro sucessor, o Bispo Álvaro del Portillo, será agora beatificado em Madri, homem bom e fiel que o senhor conheceu pessoalmente. Pecadores que amamos a Jesucristo com loucura somos.

Recém chegado de sua viagem à Albânia, terra da grande Teresa de Calcutá. Centenas de milhares de pessoas tem estado rezando pelo senhor. Embora menor do que o que nós somos. Dá-me pudor escrever estas linhas mas queria comentar que pelo motivo do encontro mensal de oração em Mataró, província de Barcelona em 16 de setembro passado, me ocorreu visitar o imã da mesquita mais numerosa para convidá-lo a unir-se com as poucas pessoas que se juntam nesta oração que dura meia hora e que vai acontecendo em distintos lugares do culto católico de Mataró, porque como reza o aviso, aberta a todos os cultos. Convidei-o a vir e dizer umas palavras de paz e de repulsa aos assassinatos de cristãos no Iraque e na Síria.

2MÃOS EM PRECE

Aceitou. Apresentou-se com três jovens que estudam no secundário em Mataró e são muçulmanos praticantes. Quis vir, mesmo quando expliquei que o Senhor Jesus ia estar exposto no altar, e que não era um ato ecumênico. No caminho ao colégio das religiosas do Sagrado Coração de Jesus, expliquei sobre a sua viagem, sua aproximação com um país que mostra mais entendimento entre religiões do que antigamente, e proximidade tambén com os filhos de Deus muçulmanos. Comentei com eles que todos somos filhos de Alá, de Javé. A Madre Imaculada, que por certo foi diretora de uma escola em Melila, também na porta explicou-lhes muito bem. Após rezar suas orações na mesquita próxima, voltaram depois de alguns momentos antes de finalizar nosso ato.

Um dos jovens, dirigiu umas palavras aos católicos reunidos, começando por proclamar sua fé em Jesus e nos demais profetas, rechaçar toda morte de um homem justo por parte de outro, que por isso seria réu diante de Deus e da Humanidade no Juízo, e fazendo uma referência aos que estão morrendo nessas zonas críticas por suas crenças religiosas. Falou com graça e simpatia sobre a necessidade de fomentar e buscar a paz, e de rezar para obtê-la. Fez com grande carinho, de tal forma que ao acabar todos aplaudimos. Foi um ato forte e corajoso, especialmente mesmo não vindo nenhum sacerdote da paróquia contígua, ainda que esperássemos, e a Madre Superiora teve que expor o Senhor no altar. Não é de estranhar quando alguns ministros desprezam o rosário, a confissão e a adoração eucarística.

Mataró tem 120.000 almas. Em Mataró nasceu o compositor do hino Nacional da Argentina, Blas Parera, e também Juan Larrea, do primeiro triunvirato. Podemos acrescentar a Juan Bialet Masse. Porque nós gostaríamos de vê-lo quando vier à Espanha no ano que vem por causa do centenário da outra grande Teresa.

Está rodeado de lobos, sendo o orgulho dos católicos e bandeira de alguns que querem destruir a igreja. Mas a oração dos católicos, dos cristãos e de muitas outras almas de outras confissões que se ancora nas chagas de Cristo, um Cristo que só estava unido ao mundo por três cravos no final de sua vida, e se ancora também nas lágrimas de sua Mãe santíssima e se abriga nos corações de ambos; dois corações que junto ao seu fazem um trio de ases, suficientes para levantar este nosso pobre mundo. Mar adentro, duc in altum: lançai as redes porque a pesca é copiosa. O mundo segue unido com sua oração e suas intenções, mesmo que muitos muçulmanos com razão dizem que “estes cachorros cristãos não rezam”, e estão certos.

Dedico-lhe esta canção de Jackie Evancho quando era menina, com letra de Sarah Brightman ou Ferrau, não se põem em acordo, porque alguns dizem que Brightman a compôs em inglês e Ferrau a traduziu para o italiano. Vendeu dois milhões de cópias na Coreia. Música de Ennio Morricone, da tremendo filme “A Missão”, com canção de Gabriel’s Oboe. Nela se vê o tremendo trabalho dos Jesuítas, como o senhor, nas periferias do mundo, periferias físicas e periferias emocionais. Nela se fala que tem uma Fantasia, uma fantasia onde vê homens e mulheres livres de alma livre, corajosas, sem medo, como o senhor, que levam Cristo no bel mezzo della strada.

Acompanhamos o senhor em sua oração pelo povo de Deus, e como Aaron e Hur sustentamos seus braços para assim ganhar o combate e colocar a coroa de louros. Pelo senhor e por suas intenções, o queremos.

http://www.forumlibertas.com/frontend/forumlibertas/noticia.php?id_noticia=31082