QUARTA-FEIRA, 16 DE NOVEMBRO DE 2016
Se tornou transexual para encher um vazio e agora Fernando conta as terríveis consequências. Após 28 anos como transexual deixou esta vida depois de encontrar-se com Cristo

Fernando Naupari foi durante 28 anos transexual
J.L. / ReL 15 novembro 2016

O lobby LGTB tem suas ações cada vez maiores em boa parte do mundo ocidental e cada vez existem mais leis que privilegiam estas pessoas perseguindo todos aqueles que discordam da ideologia de gênero. A guerra de dos banheiros transgêneros nos Estados Unidos ou as leis que estão sendo aprovadas em algumas regiões espanholas, dez comunidades já têm estes regulamentos no caminho, são uma amostra do crescente poder da ideologia de gênero.
Depois de ter praticamente ganha a batalha do matrimônio homossexual este lobby abriu frente dos “novos direitos” para os transexuais. Cirurgias gratuitas ou quotas de trabalho exclusivas para este grupo já são boa parte de uma realidade. Também, com leis como a de Cristina Cifuentes em Madri não se permite oferecer-lhes ajuda mediante terapias que vão à raiz de seus problemas pois a lei sanciona todo aquele que ofereça uma saída diferente para os transexuais que não passe pelo próprio lobby LGTBI.

fernando_naupari

Uma vida marcada pelo sofrimento
Daí a importância de testemunhos como o de Fernando Naupari, um ex-transexual que relatou o inferno que viveu e as causas que o levaram a viver desta maneira. Uma coisa tem clara, se tivesse recebido ajuda em sua juventude teria podido evitar muitos dos sofrimentos que viveu. E é porque entre os transexuais a taxa de suicídios é bem mais alta que a média e nestas pessoas só existem traumas e graves sofrimentos.
Em um testemunho na televisão, o peruano Fernando Naupiru contou que viveu 28 anos como transexual e que graças a um forte encontro com Deus pôde mudar de vida de novo. Como em muitos outros ex-transexuais tudo começou na infância. Em sua família não se sentia querido, nunca lhe haviam falado de Deus e aos oito anos um professor do colégio abusou sexualmente dele. “Aí começou a destruição de minha vida. Por temor de meu pai não disse nada e isto marcou minha vida, destruiu minha infância”, recorda Fernando.

naupari-ahora

Assim é agora Fernando depois de uma operação para parecer mulher e outra para desfazer a anterior

Da homossexualidade aos hormônios

Devido a este acontecimento acabou caindo no homossexualismo, também às escondidas de sua família. E quando se inteiraram de sua homossexualidade seus pais o botaram para fora de casa. Aos treze anos teve que deixar seu pequeno povoado e se instalou em Lima.
“Alí comecei a degradar-me mais e aos quinze anos comecei a tomar hormônios, começaram a crescer os seios e a voz mudou”, falou. Então começou sua passagem à transexualidade. Porém o difícil caminho de sua vida só acabava de começar.

Começou a prostituir-se e não sabia como deixar
Fernando afirmou que um ano depois, aos 16 anos, se introduziu no mundo da prostituição e esteve décadas sem poder sair. Recordando agora aquele momento, este peruano conta que “na luta o demônio me dizia que tinha nascido para ser mulher e quando via a mim mesmo e via os genitais masculinos o diabo me dizia que mudasse de sexo”.

E então aos 18 anos foi a uma clínica onde realizou uma operação de mudança de sexo. Assim acreditava que seria feliz. Porém necessitava mais e mais porque não conseguia alcançar sua felicidade. E por isso foi ao Brasil procurar cirurgiões de renome porque queria parecer mesmo uma mulher. Aconselhando os que estão agora passando o mesmo que ele, alerta que os médicos que fazem estas operações “não dizem as consequências que tem o mudar de sexo”.

naupari-tras-la-operacion

De Fernando a Carmen Cláudia
A partir daí iniciou uma luta legal para não só parecer uma mulher mas para ser tratado como tal pelas autoridades. Seu caso chegou às manchetes dos jornais e finalmente conseguiu deixar de ser legalmente Fernando para passar a ser Carmen Cláudia.
Ficou assim Fernando depois da operação de mudança de sexo
O círculo vicioso em que ele se movia na prostituição o levou à droga, especialmente à cocaína, da qual abusava com frequência porque apesar de todos seus esforços não era feliz, como tinha desejado. E por isso em várias ocasiões tentou suicidar-se cortando os pulsos.

Foi nesse momento quando decidiu viajar a Europa, onde conheceu um francês com o qual se casou. Mas apesar disso seguiu com a prostituição na França.

“Eu chorava, queria sair de lá”
“Eu buscava desesperadamente deixar esta vida porque não era uma vida de felicidade mas não sabia como fazer. Me prostituía desnudo no inverno em Paris e muitas vezes prostituindo-me eu chorava, queria sair de lá, fugir…”, conta Fernando em seu testemunho. “Queria atirar-me no trem, era escravo de tudo isto mas não sabia onde ir”.

Porém no ano 2000 sua vida começou a mudar. Sua prima foi a França para visitá-lo e começou a falar de Deus e de um homossexual que Deus tinha mudado.

Não gostou das palavras de sua prima e ela se foi, mas “a palavra ficou semeada em mim. Comecei a recordar minha infância e como o demônio me meteu em tudo isto e nesse momento comecei a chorar. Pela primeira vez falei com Deus, levantei meu olhar ao céu, chorava e não sabia porque”.

naupari-extransexual
Fernando Naupari alerta agora para tudo aquilo que não se conta da transexualidade
O dia que pediu ajuda a Deus
Foi nesse instante em que compreendeu que necessitava de Deus. “Por favor, ajuda-me, não posso mais!”, gritava Fernando

No entanto, não conseguia deixar a vida que levava e no dia seguinte foi para a rua para prostituir-se quando ocorreu algo extraordinário para ele. “Já não queria ser tocado pelas pessoas. Não compreendia o que passava e pensava que estava ficando louco”.

Então voltou para sua casa e conseguiu uma Bíblia que começou ler pela primeira vez em sua vida e chegou a uma citação que dizia que aquele que acreditasse e se batizasse se salvaria. E decidiu voltar ao Peru para batizar-se mas seguia sendo mulher. “Me chamaram e me falaram de uma verdade que nunca tinha escutado e me disseram que não podia ser batizado, porque Deus me tinha criado homem, que eu era homem”.

“Cristo tirou as vendas de meus olhos”
Estas palavras chegaram na alma pois “Cristo tinha tirado as vendas de meus olhos”. A partir daí sua vida deu uma reviravolta. Deixou a prostituição e o homem francês que o acompanhava e voltou a se vestir como um homem. O passo seguinte era pasrar pela cirurgia e lutar legalmente para recuperar sua identidade masculina que anos antes tinha mudado.

E então pôde se batizar. E depois de 28 anos como transexual agora Fernando está orgulhoso de ser homem e decidiu entregar sua vida a Deus como pastor evangélico. E com seu testemunho tenta ajudar quem tem passado pelos grandes sofrimentos pelos quai ele passou.
http://igrejaemmovimento-gdl.blogspot.com.br/2016/11/se-hizo-transexual-para-llenar-un-vacio.html